Ajude a manter o blog. Faça sua contribuição de qualquer valor clicando no botão abaixo.

PALESTRAS E ENCONTROS

Sua paróquia ou sua comunidade precisa de formação, fale com seu pároco e entre em contato pelo e-mail: carloscasabela@hotmail.com .



quarta-feira, 10 de junho de 2009

VOCABULÁRIO BÁSICO DO CATEQUISTA - LETRA S


SÁBADO – É o dia do repouso semanal. O AT dá grande importância a esta prescrição. O Evangelho não apresenta com rigor esta observância. Coloca o valor da pessoa acima dela. Quando a Igreja primitiva se separou do judaísmo, foi também abandonando aos poucos a observância do sábado (Cl 2,16). Foi dada maior importância ao primeiro dia da semana, celebrando o dia da Eucaristia, dia da Ressurreição de Cristo e de sua presença viva na comunidade de fé.
SACERDOTES – Entre os antigos israelitas, eram os guardiões do santuário, exercendo as funções legais e rituais. O privilégio do sacerdócio foi dado à tribo de Levi. Os levitas eram destinados exclusivamente ao serviço do culto. Na Igreja, hoje, o batizado, pela unção do Espírito Santo, é considerado rei, profeta e sacerdote. Entre os cristãos, Deus institui a alguns como ministros. Assumem o Sacramento da Ordem, oferecem o sacrifício eucarístico em nome de Cristo e perdoam os pecados.
SACRAMENTAIS – São sinais sagrados instituídos pela Igreja para despertar a fé das pessoas, auxiliar na devoção e preparar para receber a graça de Deus. Não têm o valor e a eficácia dos sacramentos. São, em geral, bênção de pessoas, de lugares, de objetos ou alguma oração.
SACRAMENTOS – Sinal ritual destinado à santificação das pessoas. É sinal visível da graça invisível. São sete os Sacramentos cristãos fixados no Concílio de Trento: Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Ordem, Matrimônio, Penitência – Reconciliação ou Confissão e Unção dos Enfermos.
SACRÁRIO – Pequeno cofre sagrado onde é colocada a âmbula com as hóstias consagradas. Deve ser fechado com chave que fica sob a responsabilidade do Sacerdote ou do Ministro Extraordinário da Comunhão Eucarística. Um lâmpada acesa indica a presença eucarística de Jesus.
SADUCEU – Membro de um grupo do judaísmo, composto em grande parte de sacerdotes. Os saduceus eram mais conservadores do que os fariseus e deles se distinguiam por doutrinas e práticas. Não acreditavam em anjos, demônios, ressurreição dos mortos. Estavam ligados ao poder e não se misturavam com o povo simples. Por isso, não tiveram muito contato com Jesus.
SAMARITANO – Natural da Samaria. Após a invasão dos Assírios, em 722 a.C., a população foi misturada com outros povos, criando dificuldades de relacionamento entre judeus e samaritanos. SANGUE – Símbolo da vida. Os sacrifícios do AT exigiam o derramamento de sangue. Jesus derramou seu sangue pela salvação da humanidade.
SANTO – No AT é considerado aquele consagrado a Deus. Na Igreja, desde o século XVI, este termo é reservado ao cristão que foi beatificado ou canonizado pelo Santo Padre.
SEICHO-NO-IÊ – É religião neo-budista, fundada pelo japonês T. Masahuru. Mistura elementos da psicologia, do budismo e do cristianismo. Nega a redenção de Jesus. No Brasil, é a seita neo-budista mais difundida.
SEITA – É uma corrente ou um grupo de pessoas que se afastou de um organismo inicial e tem consciência do privilégio de ter revelações particulares. Exemplo: Seita Moon.
SEMINÁRIO – Estabelecimento religioso no qual os futuros padres (seminaristas) estudam e se preparam para a ordenação sacerdotal.
SETENTA, OS - A mais importante versão grega das Sagradas Escrituras, no AT, conhecida e citada por autores do NT.
SINAGOGA – Lugar de reunião dos judeus onde se estudavam as Escrituras. Os judeus se reuniam para celebrar a liturgia da Palavra, no sábado. Durante a semana, a sinagoga era usada como escola. Jesus freqüentou as sinagogas e iniciou seu ministério público na sinagoga de Nazaré.
SINCRETISMO – é a reunião de elementos de várias religiões ou culturas religiosas. O pensamento sincretista aceita a igualdade das religiões.
SINÉDRIO – No NT é o senado dos judeus. Era formado pelos anciãos, sumo sacerdotes e escribas, no total de 71 pessoas.
SÍNODO – Convocação dos bispos feita pelo Papa para tratar de assuntos pastorais de âmbito universal. Em 1997, houve um Sínodo de Bispos para a América, em 2008 houve um Sínodo sobre a Palavra de Deus. Numa diocese, o Bispo convoca os clérigos para o Sínodo Diocesano.
SINÓTICOS – Designação que se dá aos Evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas. Apresentam textos comuns que podem ser lidos numa visão de conjunto.
SOLIDÉU – É um pequeno chapéu sem abas usado pelos Bispos (roxo), pelos Cardeais (vermelho) e pelo Papa (branco).
SUMOS SACERDOTES – Primeira autoridade do judaísmo. No tempo de Jesus, o Sumo Sacerdote presidia o Sinédrio.
SUPERSTIÇÃO – Crendice baseada na suposição de que coisas inacreditáveis e fantásticas estão sempre para acontecer. Para atender a superstição (positiva ou negativa) toma-se atitudes confiante em alcançar os resultados.

Nenhum comentário: