Ajude a manter o blog. Faça sua contribuição de qualquer valor clicando no botão abaixo.

PALESTRAS E ENCONTROS

Sua paróquia ou sua comunidade precisa de formação, fale com seu pároco e entre em contato pelo e-mail: carloscasabela@hotmail.com .



sábado, 15 de novembro de 2008

QUAL É O OBJETIVO DA CATEQUESE?


Com uma simples dinâmica os catequistas podem responder as seguintes questões para descobrir o objetivo da catequese.
· Que tipo de cristãos desejamos para que se construa o Reino de Deus – aqui e agora – visando uma sociedade justa e fraterna, segundo o Projeto de Deus?
· Para esta missão, que tipo de catequese necessitamos?
· Qual a formação que o catequista necessita?

Para definir o OBJETIVO de uma atividade devemos partir de informações concretas e não de meras suposições, opiniões ou esperanças. Para isso, o objetivo deve ser:
· claro,
· preciso, concreto,
· mensurável – que possa medir os avanços e recuos,
· desafiante – solicitando dedicação e exigindo resposta.
Não se pode esgotar a noção de catequese numa simples definição do OBJETIVO. Para clarear a nossa compreensão apresentamos a seguinte definição:
OBJETIVO DA CATEQUESE
Educar na fé as diversas dimensões da vida cristã, a luz da Palavra de Deus, para construir comunidades catequizadoras comprometidas com a verdade e a justiça, sinais do Reino já presente entre nós.
Esse objetivo exige a interação fé-vida, levando ao processo contínuo de conversão a Cristo, à vida em comunidade, à vida sacramental e ao compromisso apostólico (Documento de Puebla – 1007).
O Objetivo nos faz descobrir a exigência de um novo tipo de catequese e, por conseqüência, de um novo tipo de catequista. Isto encontramos no Documento Catequese Renovada da CNBB.

Quando, então, podemos dizer que a nossa catequese atinge o objetivo da Catequese Renovada?
1- Quando é uma caminhada de fé e não simples ensino de doutrina.
2- Quando é um processo permanente numa catequese de adultos e não só para crianças e adolescentes ou tendo só em vista a preparação aos sacramentos.
3- Quando a comunidade é catequizada e catequizadora, na certeza de que ela é a fonte e o lugar da educação da fé.
4- Quando Jesus Cristo é o centro da catequese, como caminho ao Pai e aos irmãos, pelo Espírito Santo.
5- Quando a Bíblia é a fonte da catequese.
6- Quando a catequese introduz na vida litúrgica, prepara para os sacramentos, dentro de uma caminhada contínua de comunidade.
7- Quando prepara o catequizando para assumir seu papel na sociedade como verdadeiro cristão.
8- Quando a catequese está presente nos costumes e nas festas do povo.
9- Quando entra no processo metodológico da interação “fé-vida”.
10- Quando há participação da catequese nas outras dimensões da ação pastoral da comunidade.

· Refletir estes 10 itens da Catequese Renovada e compará-los com a catequese de nossa comunidade.
Fonte: Folheto Ecoando 4 - formação interativa com catequistas - Editora Paulus

Um comentário:

euriferreira disse...

Prezado Carlos Alberto,
Tem tudo a ver o texto. Está excelente. De fato nossa catequese ainda é meio precária de tantos mecanismos para torná-la mais atraente e chamativa. Assim como você, penso que um dos motivos da catequese seja a inserção na comunidade, por isso hoje falamos de uma catequese mistagógica, aquela que faz adentrar o Mistério. É o aprender celebrando, eis a questão. Os Padres da Igreja nascente faziam sua catequese assim.
Queria dizer que em meu blog também postei alguns assuntos sobre catequese, principalmente em se tratando de música, pois sou músico e estudante de teologia. Se quiser dar uma passadinha lá, há dois artigos interessantes sobre a música com os mais novos.
Espero sua visita.
Grande abraço.
Meu blog: http://euriferreira.blogspot.com/